LER / BAIXAR.PDF



Edições Anteriores

 






O cientista social Ivan Therra esteve no I Fórum da Praia, no Parque da Guarita em Torres, representando a Casa da Cultura do Litoral e conversando com as gentes da economia solidária sobre as culturas populares da região praieira gaúcha. Fatores de identidade, enfrentamentos cotidianos, aspectos e singularidades das construções e pensamentos culturais das pessoas que moram na beira da praia. A promoção do encontro entre a economia solidária e as culturas populares acontece por iniciativa da Avesol e sob a coordenação de Luiz Teixeira. A aproximação entre as ações culturais proporcionou uma apresentação do Projeto Dandô que sob a coordenação de Giancarlo Borba trouxe para os palcos do sul os mineiros Ricardo Rodrigues e Alexandre Bianchini, um som de muita sensibilidade e alta qualidade que fez emocionar todos e todas que estavam participando deste grande momento de integração e constr4ução social em nosso litoral.
COLETIVO DE DEFENSORES DA NATUREZA MONITORAM REDES CLANDESTINAS NAS ÁREAS DE SURF
Um coletivo de pessoas das nossas comunidades está disposta a fazer valer a Lei que limita as áreas de pesca e surf em Cidreira. Existem muitos relatos de redes colocadas irregularmente na área resxervada à prá tica do surf, porém o serviço de fiscalização da prefeitura e da BM parece não terem sido eficientes, pois essa gurizada da praia está disposta a colocar um ponto final nesta disputa mortal entre redes e surfistas. O biólogo Rodrigo Marques, ligado a Sea Shepherd, uma Ong Internacional de proteção à fauna marinha, montou uma vigia e está monitorando, juntamente com os seus parceiros a colocação de redes nas áreas de surf. As torres de sinalização que limitam as áreas de pesca e de surf, caíram devido ao mau tempo, mas já foi solicitada a substituição que deveria ter sido feita pela prefeitura. Enquanto os limites estão sem marcação, a galera da Sea Shepherd de Cidreira está monitorando as redes e preservando as vidas. Boa Luta!

Enquanto alguns fatores importantes, vindos do STE - Superior Tribunal Eleitoral, continuam apontando para uma mudança no cenário eleitoral de Cidreira, o que mais se ouve é uma gritaria por conta do posicionamento dos vereadores que votaram a favor do ex-prefeito Beto Pires e contra o parecer técnico do TCE - Tribunal de Contas do Estado RS, livrando a cara do ex-prefeito Beto Pires de ser ficha suja e ficar inelegível por 8 anos. A galera da oposição tá fazendo uma baita gritaria e uma baita algazarra, chamando o ex-prefeito de corrupto, entre outros adjetivos e os vereadores que livraram o ex-prefeito Beto Pires, também de corruptos e outras coisas mais. Porém se formos analisar um pouco da história de nossa cidade, e voltarmos ao ano de 2008, em uma sessão da câmara, igualzinha a que ocorreu a pouco tempo, Os vereadores, da mesma forma, inclusive pela mesma contagem (6x3), livraram a cara do ex-prefeito Sessim, que exatamente igual ao ex-prefeito Beto Pires, também teve as contas reprovadas pelo TCE/RS. Tudo exatamente igual. Donde que se conclui que: o pessoal que tá chamando agora, o ex-prefeito Beto PIres e seus vereadores de corruptos, por terem se safado da lei, é claro que também consideram o ex-prefeito Sessim e seus vereadores, igualmente corruptos por terem se safado do mesmo jeito. Mas como podem acusar de corrupção um porque se safou e ao mesmo tempo querem conduzir à prefeitura outro acusado de corrupção, que igualmente se safou pela mão dos vereadores? Que grande confusão! Os dois são acusados de corrupção, os dois tiveram as contas rejeitadas, os dois se safaram por votação na câmara de vereadores, mas um é bom e deve ser prefeito e o outro é corrupto e deve ser condenado? Afinal... Não é tudo a mesma coisa? 
E viva a corrupção!

A matéria completa da votação de 2008 está disponível em
www.omarisco.com.br
O Marisco Pesquisa / nº77

MOTORISTA DISTRAÍDO ACABA ESTACIONADO NA QUINTA ARREBENTAÇÃO
Pois olha só o que aconteceu aqui na beira da praia da Cidreira, neste sábado de frio intenso e resssaca das mais braba. Um motorista distraído, que por certo não tinha lido o nosso Jornal O Marisco, pois este alertou quanto a ressaca, acabou com o seu carro estacionado lá na quinta arrebentação. Apesar dos incômodos naturais de quem esquece das forças da natureza, ninguem se feriu ou saiu lesionado do fato. Uma baita mão de obra prá tirar o carro do mar. No mais tudo tranquilo, afinal cada um estaciona o seu carro onde quiser.
E a gurizada da cultura na maior atividade pintando o Ponto de Cultura Flor da Areia, um novo espaço para os fazers da cultura popular da região praieira gaúcha. Este espaço é uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Cidreira, através da Secretaria de Turismo e Cultura e a Casa da Cultura do Litoral para a instalação do Ponto de Cultura Flor da Areia, um projeto aprovado pelo Ministério da Cultura. Vamos fazer cultura! Vem junto!

" Porque a educação sem cultura é ensino, saúde sem cultura é remediação, segurança sem cultura é repressão, economia sem cultura é acumulação, comunicação sem cultura é manipulação" Tau Golin

Estudantes, professores e comunidade escolar, na tardinha de sábado, 21, ocuparam a Escola Estadual Herlita Teixeira, aqui em Cidreira, para se unir a tantos outros movimentos que estão acontecendo em noso Estado, na luta por uma educação de qualidade para a nossa gurizada. Impossível admitir e aguentar a maneira descabida que o goveno Sartori está conduzindo a educação em nosso Estado. Professores mal remunartodos e com os salários parcelados, tratados de qualquer jetio, sem o menor respeito, sem qualquer dinidade. Será que é desta forma que queremos que o governo gaúcho trate os professores dos nosso filhos? Será que é com este total descaso que queremos que sejam tratadas as estruturas de ensino no Estado do Rio Grande do Sul? Escolas sem verba para a merenda? E isso que queremos? Escolas sem manutenção! É isso que queremos? Caso a gente queira uma educação melhor, para sermos pessoas melhores, para construir um mundo melhor, então teremos que começar mudando radicalmente o modo como tratamos os nossos professores. Durante a Ocupação a Escola recebeu a visita da Banda Freguesia, da Bom Jesus de Porto Alegre, para fazer música e propor uma reflexão sobre os caminhos da educação em nosso Estado. Boa Luta!

MAIS UM FILHOTE DE BALEIA ENCONTRADO MORTO EM CIDREIRA! CLIQUE NA FOTO PARA VISITAR O MEMORIAL DE CIDREIRA. FOTOS ANTIGAS!
A foto é do biólogo e ativista da ecologia Rodrigo Marques, representante da organização mundial Sea Sheperd aqui por estes mares do sul. A tragédia é recorrente, Já denunciamos vários casos de baleias mortas que vieram dar em nossa praia. Estes casos acontecem invariavelmente após serem avistados vários pesqueiros no horizonte. Nós que moramos na praia sabemos bem, basta avistar os navios pesqueiros que passados dois ou três dias aparecem baleias, pinguins, toninhas, tartarugas e outros animais machucados oou mortos na nossa praia.
Com esta foto estamos convidando tod@s @s amig@s para fazer uma visita aos primeiros tempos da nossa bela praia da Cidreira. Uma visita no imaginário e nas lembranças daqueles que por aqui passaram verões e tempos maravilhosos. Venha conhecer como começou a história dos veraneios no Estado do Rio Grande do Sul, através das imagens da nossa Cidreira Antiga. As dificuldades, as aventuras, os amigos de sempre e os novos amigos. Gente ilustre que veio passar o verão conosco e aquela gurizada da farofa que muito se divertiu. Clica ae!
ESCOLA DIOGO PENHA EM GREVE POR UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE NO LITORAL
Estudantes e professores da Escola Estadual Diogo Penha do Balneário PInhal estão mobilizados e em luta por uma educação de qualidade, com garantia de melhores estruturas e condições adequadas para a prática saudável da educação na escola. Além de total apoio às reivindicações dos professores que estão em greve por direitos conquistados e pelo pagamento do piso nacional conforme o exigido pela lei. Contra o descaso total do governo Sartori e contra a falta de compromisso deste governo para com a educação e para com a juventude do nosso estado. O movimento está cada vez ganhando mais adeptos e, segundo os estudantes mobilizados, está sendo preparada a ocupação da escola para breve. Boa luta!
UMA AULA DIFERENTE...
NO DECK DO SUNRISE, NA BEIRA DA PRAIA!
PROFESSORAS DE CIDREIRA ASSUMEM O COMANDO DO CPERS SINDICATO DO LITORAL
"Hoje nossa sala de aula foi outra. Muitas vezes é necessário ultrapassar os muros da escola para ser ter uma visão mais ampla e assim o conteúdo escolar ter significado", disse a professora Raquel Guedes que levou a sua gurizada para uma aula super especial no deck do Sunrise na beira da praia. O ativista ecossocial Rodrigo Marques do Sea Shepherd fez uma palestra sobre questões e cuidados com a vida marinha. O Daniel e Thayná abriram as portas do espaço e receberam com muita dedicação os estudantes. Para enriquecer o debate estavam presentes o comnpositor e músico Léo Monassa, e a ativista cultural Helena Weber, ambos da Casa da Cultura do Litoral. A Escola Herlita Silveira Teixeira acreditou e incentivou a idéia, e os estudantes participaram de modo primoroso, fazendo dessa aula diferente um grande sucesso!

As professoras Raquel Guedes e Lizzi Barbosa, de Cidreira, assumem a direção do CPERS Sindicato - Núcleo do Litoral, em razão do pedido de licença da Diretora Beatriz Vasconcelos, que vai concorrer a cargo eletivo de vereança em Tramandaí.
Segundo as professoras o núcleo estará conclamando à todos e todas as filiadas para que estejam engajadas na luta pelo cumprimento do piso nacional, bem como na reivindicação por melhores condições de trabalho nas escolas.
"É uma luta dura e sem tréguas, pois travamos embate com os governos, mas é através desta luta que a classe tem conseguido avanços significativos e conquistado direitos". disse a professora Raquel Guedes, a nova diretora do núcleo.
"Somos professoras e temos que lutar, temos que ensinar e temos que ensinar a lutar" disse a professora Lizzi Barbosa, nova diretora do núcleo.

 
A música " Negras de Barro" de Ivan Therra e Adriano Sperandir foi ao palco do 32º Reponte da Canção em São Lourenço do Sul, representando as cidades de Cidreira e Osório. Com a interpretação magistral de Adriana Sperandir e arranhjos assinados por Cristhian Sperandir, tivemos destacadas as histórias das mulheres negras da localidade quilombola do Boqueirão. Foto: Jas Vasconcelos
A convite do Ponto de Cultura Flor da Areia a nossa gente da cultura se reuniu para conversar, discutir, lançar propostas, descobrir olhares, recitar poemas, apresentar textos e cantar para a mulher da praia, no dia da mulher. Ocupando o espaço que está sendo revitalizado para uso da comunidade cultural .
Nós já estamos muito acostumados a ver chegar em nossa praia todos os equipamentos sociais do estado para garrantir o "bem viver" dos veranistas, assim como vemos todos estes serviços, tais como: médicos, enfermeiros, polícia civil e militar, serviços de preservação ambiental, shows, teatro e tudo o mais, sumir quando chega o final da temporada. Dando a nítida impressão para nós que moramos aqui na praia que, de fato, não somos nem um pouco importantes para o estado.
Como facilmente constatamos que a cada dia que passa os políticos constroem e gestionam políticas unicamente para o interesse deles, fica cabendo a nós que vivemos aqui na beira da praia, promover a conscientização das nossas comunidades quanto a importância de destinarmos para local adequado o lixo produzido por nós. Devemos saber que não é apensa no verão que é importante manter a nossa praia limpa, é ainda mais importante que consigamos espraiar a idéia de que o lixo deve ser reciclado e a nossa praia deve se manter a cada dia mais e mais limpa. Nosso planeta agradece.
 

O Marisco - Comunicações comunitárias - Jornal - App - Rádio - TV
Uma ferramenta de comunicação comunitária da Casa da Cultura do Litoral

Ponto de Cultura Flor da Areia
Avenida do Arroio, 1015 - Praça Anita Garibaldi - Centro - Cidreira CEP:95595-000
51.3681.3456 / 51.9981.5593 whats

Todo o material deste site pode ser utilizado livremente, solicitamos apenas que seja sempre citada a fonte.